quarta-feira, 21 de março de 2018

Vereadores ganham 7.500 pra falar de chifres, chamar eleitor pra briga e dizer que outros vereadores não tem moral em Macau

Em Macau as últimas sessões ordinárias (ordinárias no sentido de sessões periódicas e não de sessões pífias, desprezíveis, baixas ou medíocres como a palavra também significa) tem sido um prato cheio para qualquer roteiro de filme pastelão de Hollywood.
Na última sessão realizada nesta terça 20, em que o Presidente Jairton Medeiros Pintinho esteve ausente e coube ao vereador Dinarte Alessandro conduzir a sessão, Macau assistiu  um verdadeiro show de horrores e baixarias, além de discussões fúteis que em nada acrescentam ou ajudam no crescimento e solução dos problemas do município.

Um dos pontos principais da sessão ordinária (desta vez no sentido de desprezível) foi quando o líder do governo na Câmara Oscar Paulino usou os 10 minutos que tem direito pra falar na tribuna e depois pedindo uma parte a vereadora Ceição Lins continuou falando mais 10 minutos e depois mais 6 minutos, totalizando 26 minutos dos quais não tinha direito. Quando o vereador e aliado Dinarte Alessandro tentou interromper o vereador Oscar, este disse que o vereador Dinarte não tinha moral, e o público presente se manifestou em razão da fala do vereador.
Esse comportamento do vereador Oscar só demonstrou, além de falta de educação e quebra de decoro, que não há união entre os 5 vereadores da base aliada do governo que já era uma minoria e agora se demonstrou uma minoria esfacelada.
Outro ápice de falta de elegância e compostura durante a sessão ordinária (desta vez no sentido de baixa) foi quando um popular que estava assistindo a sessão chamou o vereador Dantas de babão, o vereador se irritou, levantou da cadeira e disse que ia pegar o popular lá fora quando terminasse a sessão.
Nós que fazemos o Blog É isso aí! somos contra qualquer tipo de agressão, seja física ou verbal a qualquer pessoa, por isso não concordamos com a agressão sofrida pelo vereador Dantas, assim como não concordamos com a atitude do vereador em ameaçar o popular. Um vereador deve sempre estar a serviço do povo e tem que trabalhar para o povo e o eleitor que não gostar da atuação dos parlamentares deve na próxima eleição não votar no candidato e escolher outros que mais lhe agradem.
Por fim, a população de Macau está pagando R$ 7.500 por mês para cada vereador de salário, totalizando R$ 97.500 para os 13 vereadores para assistir essa lavagem de roupa suja em público?
Macau não merece isso, Macau merece vereadores responsáveis com a problemática do município.
Mas como diz o ditado que "dos males o menor" pelo menos nessa sessão os vereadores não falaram de quem leva chifres como já aconteceu no grupo de WhatsApp que eles tem entre si, se não eu seria obrigado a dizer que seria muito palhaço para pouco picadeiro.

É isso aí!
Por Leandro de Souza   
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Não somos responsáveis pelos comentários individuais de cada um, portanto escreva com responsabilidade, não insulte os outros e não faça nada que vá de encontro as leis vigentes.