terça-feira, 17 de abril de 2018

De greve em greve o comunista enche o papo.

Antes do começar esse texto se faz necessário uma rápida definição do que é comunismo.
Comunismo é uma ideologia política e socioeconômica que pretende estabelecer uma sociedade igualitária, através da abolição da propriedade privada, das classes sociais e do próprio Estado. Para o comunista em todas as épocas da história a sociedade foi marcada por uma luta de classes, sendo essa relação caracterizada pela diferença entre uma classe opressora (patrões) e uma oprimida (empregados). Na visão comunista os trabalhadores são tidos como uma mercadoria como qualquer outro artigo comercial. Em resumo, o comunista deve ser aquela pessoa que luta pela igual distribuição das riquezas, pelo fim de privilégios e pelo fim da exploração do empregado pelo patrão e do povo pelo governo.

Em Macau temos alguns representantes do Partido Comunista do Brasil (PC do B), dentre eles sempre se destacou a figura do sindicalista José Araújo, mais conhecido por Dedé Galinha. Nos últimos dias nas redes sociais da Terra do Sal o "comunista" Dedé Galinha foi destaque devido a várias postagens suas questionando a oposição macauense, postura esta que já é de se estranhar uma vez que o normal seria um comunista questionar o governo (opressor) e não a oposição que busca combater o governo, este fato despertou a curiosidade do Blog É isso aí! para analisar se o sindicalista Dedé Galinha de fato é um comunista.
Dedé Galinha sempre esteve a frente de movimentos grevistas contra os governos o que parecia ser uma luta em favor do povo, uma prova disso foi um movimento dos professores do qual ele tomou a frente em que até impedir a entrada do secretário de administração no seu local de trabalho enquanto as reivindicações dos professores não fossem atendidas. Pouco tempo passou e Dedé Galinha se calou, e o leitor pode achar que os problemas que levaram Dedé a fazer protestos foram resolvidos, mas não foram, os problemas continuam os mesmos, talvez o que tenha mudado foi a nomeação da sua esposa como secretária adjunta de educação, ou um contrato de locação de veículos de mais de 3 milhões de reais para a empresa de sua filha pelo governo municipal do qual ele cobrava. Isso é atitude de comunista?

Se o comunismo visa a igual distribuição de renda, Dedé Galinha faz o caminho contrário na busca de concentração de renda da sua família.
Outro ponto que faz com que o sindicalista tenha suas convicções políticas postas em dúvida é o fato do apoio que o sindicalista dá ao atual governo municipal (opressor) em detrimento ao povo (oprimido) que sofre com o descaso administrativo. Um comunista de verdade jamais ficaria do lado de um governo que oprime e voltaria as costas para um povo que sofre, para se ter uma ideia há escritores que defendem que Jesus Cristo foi um dos primeiros e maior comunista da terra.
Outro ponto interessante é o fato de Dedé Galinha alegar que a oposição está tentando dar um golpe no prefeito Túlio Lemos quando formulou denúncias de infrações político administrativas contra o prefeito, dessa forma Dedé Galinha além de não ser um comunista de verdade também sofre de amnésia ao não mencionar que ele mesmo foi o relator de uma CPI que visava na época responsabilizar o então prefeito Afonso Lemos, pai do prefeito que hoje ele defende, por irregularidades no seu governo, será que Dedé queria dar um golpe em Afonso na época? Ou será que Dedé ao propor uma auditoria na educação de Macau, sabendo que o prefeito Túlio Lemos não vai admitir tal proposta, podendo até exonerar a atual secretária de educação o que poderia tornar a sua esposa a titular da pasta está pretendendo dar um golpe? São dúvidas que surgem!
De toda forma o estilo de vida praticado por Dedé Galinha não chega nem perto de ser o de um comunista de verdade, sempre liderando greves, mas enquanto o povo sofre ele viaja para o exterior, enquanto o povo busca melhores condições de trabalho ele frequenta restaurantes caros tomando vinhos mais caros ainda, enquanto o povo cobra salários em dia e dignidade ele apoia o governo que atrasa os salários e retira a dignidade do macauense. Isso é proibido? Não! de forma alguma! mas não é atitude de alguém que se intitule um comunista que luta pelo seu povo, é mais fácil ele lutar pelo seu bolso. 
Será que Dedé galinha foi de fato um comunista um dia? pode ter sido, mas hoje certamente não é mais, nem de fato e nem de direito. Em algum momento da sua vida ele deixou suas convicções ideológicas para lutar apenas pelo seu próprio bem estar, isso também não é crime, mas é imoral se arvorar em políticas ideológicas que ele não pratica.

Dedé Galinha não é nenhum paladino da moral como ele acredita ser, e os comentários negativos contra ele nas redes sociais provaram isso, talvez seja um momento de reflexão para ele, para que possa voltar as suas origens se um dia ele realmente as teve, pois um homem que diz lutar pelo povo, jamais poderia ser excomungado pelo próprio povo. Hoje Dedé Galinha é mais um capitalista do que um comunista, é mais um patrão do que um empregado, é mais um explorador do que um explorado que usou os trabalhadores como mercadoria e os movimentos sindicais  em proveito próprio.
Triste fim, mas rico fim!

É isso aí!
Por Leandro de Souza
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Não somos responsáveis pelos comentários individuais de cada um, portanto escreva com responsabilidade, não insulte os outros e não faça nada que vá de encontro as leis vigentes.